fbpx

____5.4.2 Rede Colectiva de Cabos

5.4.2 REDE COLECTIVA DE CABOS

Na rede colectiva em instalações não embebidas, os cabos devem ser passados em condutas montadas

para esse efeito, fixados com os meios convenientes, utilizando-se sempre que possível percursos

horizontais e verticais, tendo sempre presente a não degradação do aspecto estético das paredes.

Quando da instalação de cabos com mais de 30 pares de cobre na coluna montante e devido ao seu peso,

devem ficar fixos por braçadeiras, contornar os dispositivos de derivação quando os haja, ou formar um seio

na respectiva caixa, obedecendo sempre aos raios de curvatura. Para casos limite (vários andares) e cabos

de maior capacidade, pode-se recorrer a cabos com tensor para fixação (cabo auto-suportado).

Igual procedimento deverá ser considerado na instalação dos cabos coaxiais auto-suportados, para evitar

deformações pelo peso, nunca devendo ficar em suspensão pelos conectores.

Os cabos da coluna montante devem ser enfiados nas tubagens preferencialmente de cima para baixo.

Todos os cabos da rede colectiva devem ser numerados e etiquetados. No preenchimento das fichas

referentes a caixas de derivação e a encaminhamento, deve ser sempre escrito o número do cabo

respectivo e a cor do par, para uma correcta identificação de origem e destino.


Recommended Posts

Deixar uma resposta